Speaker Cable X Guitar Cable

23/11/2015

Porque speaker cables e cabos de instrumentos são diferentes?

Você provavelmente já sabe disso, mas não deve saber o porquê. Certo?

Cabos de guitarra e speaker cables são dois tipos diferentes de cabos feitos pra dois propósitos muito diferentes. Usar um no lugar do outro pode trazer efeitos negativos que vão desde interferência até a queima do seu equipamento.

Entre novatos e apressados, a confusão vem do fato que ambos os cabos tem o mesmo tipo de conector, plugs P10. No entanto, essa é a única semelhança. Para entender porque você não deveria usar um no lugar do outro, vamos olhar para os dois tipos de cabo e examinar seus propósitos e diferenças com mais cuidado:

O seu “guitar cable” é tem características ideias para a transmissão de potência muito baixas em alta impedância. Ele é feito pra transmitir um sinal pequeno da sua guitarra até o amplificador, onde ele vai ser amplificado até um nível audível (e muito mais além, rs). Já que ele não precisa fazer muito esforço – uma pequena corrente DC com uma pequena potência – ele é feito de um fio “positivo” com um pequeno diâmetro correndo através de um condutor trançado que funciona como a conexão com o terra, além de vários isoladores e a sobrecapa externa. O diâmetro reduzido e a leveza do cabo lhe dão flexibilidade (ele precisa te acompanhar no palco) e a blindagem evita a maior parte de ruído externo proveniente de interferências eletromagnéticas.

Guitar Cable

Guitar Cable

Seu “speaker cable”, por outro lado, é exatamente o oposto – aguenta alta potência e baixa impedância. Ele é feito pra transmitir um sinal forte do seu amplificador aos falantes – uma corrente AC e potência relativamente altas. Ao contrário do cabo de instrumento, ele tem dois cabos condutores, ambos com um diâmetro maior para permitir que um sinal maior passe do amplificador até os falantes.

Speaker Cable

Speaker Cable

Ajuda se a gente imaginar mais uma vez o fluxo de corrente do amp para os falantes como água bombeada através de canos. O amp solta a água com o máximo de pressão possível (e não é pouco) e o seu speaker cable é o cano que leva a água até os falantes. Se vc reduzir a espessura do cano, você restringe o fluxo de água na outra ponta. Quanto maior a espessura dos cabos, melhor o sinal que vem do amp para os falantes.

Se você usar um cabo de guitarra como speaker cable, você provavelmente não terá problemas com potências pequenas. Em altas potências, o problema aparece – toda aquela potência do amp tenta passar através do condutor pequeno demais do cabo de guitarra. O triste resultado é que grande parte da potência do amp é convertida em calor e nem chega aos falantes. Você perde parte do sinal enviado pros falantes,  ganha uma possível distorção e em situações extremas, o cabo pode se partir e estragar com o calor.

Se você usar um speaker cable como cabo de guitarra, os condutores mais largos lidam com o sinal fraco muito bem, mas speaker cables não são blindados. Já que eles carregam sinais amplificados, qualquer ruído que eles captarem aqui é irrelevante, tornando a blindagem desnecessária. Se usado com um cabo de guitarra no entanto, eles podem pegar interferência de vários fatores externos.

Do momento em que o sinal é criado com sua palhetada até entrar no input do amplificador, ele deve viajar por um condutor blindado contra interferências por toda sua extensão, mas não é o que acontece se você usa um cabo de baixa qualidade ou um speaker cable. O ruído que você provavelmente vai escutar vem da frequência de 60 hertz. O vazamento da corrente AC no cabo sem blindagem, nos fios dentro da guitarra, fios do amp ou qualquer combinação desses fatores vai fazer seu amp aumentar esses ruídos até o ponto que pareçam abelhas mutantes. =)

Fonte:

http://www2.fender.com/experience/tech-talk/instrument-cables-speaker-cables-arent-interchangeable/


Impedância e outros bichos

10/11/2014

10811597_10204580021597105_1125310592_n

Por que alguns guitarristas usam a combinação head e caixa ao invés de Combo?
Existem muitas razões. A primeira é potência. A maioria dos amps de alta potência
só saem na versão head. A segunda é flexibilidade. O músico pode escolher entre
uma grande variedade de caixas que variam também o número e tamanho dos falantes.
Seu amp terá uma certa performance com uma 4×12, mas você também poderá usá-lo
com uma 1×12 compacta em outras situações.

Lembre-se que seu head e caixa precisam estar conectados da forma correta.
O mais importante a ser considerado é a resistência elétrica, ou impedância de
cada parte. Ela é medida em ohms e representada pelo símbolo grego ? (ômega).

Pra entender melhor as razões para as regras de conexão dos falantes,
precisamos entender um pouco de eletrônica. Pra ficar mais fácil de entender,
vamos relacioná-la a algo que já estamos acostumados e vamos tomar como exemplo
uma mangueira. Pegue a mangueira (sem o esguicho) e abra a torneira. Logo, a
água deve começar a sair da ponta da mangueira. Esse fluxo de água através da
mangueira é parecida com a corrente elétrica, que normalmente é descrita como
o fluxo de elétrons através do cabo e é medida em amperes.

Agora coloque o dedão na ponta da mangueira e tente parar o fluxo de água. A pressão
que você sente é parecida com a Tensão. Ela é a força da eletricidade que empurra os
elétrons através do cabo. Perceba que se você conseguir parar o fluxo de água (nenhuma
corrente), a pressão ainda continuará. É assim num amplificador sem falantes.
A tensão está presente, mas não há o fluxo da corrente.

Finalmente mexa um pouco o seu dedão pra que um pouquinho de água saia. Mudando a
posição do seu dedo, você consegue controlar a quantidade de água que sai da mangueira.
Ele está restringindo a corrente de água. Num circuito elétrico, “coisas” que impedem
ou controlam o fluxo de corrente tem impedância. Numa mangueira, usamos o esguicho
pra restringir o fluxo. Num circuito elétrico, a “coisa” que usa energia elétrica
e tem impedância é chamada de carga (falantes, load box, dummy load).

O que são ohms?
Ohm é a unidade de medida de impedância, que é a propriedade de um falante de
restringir o fluxo de corrente através dele. Normalmente falantes tem impedâncias
de 4, 8 ou 16 ohms.

Por quê ohms são importantes?
Se você conectar seu amplificador ao falante com impedância errada, corre o risco de
danificar o amp. Em valvulados, uma impedância muito alta (ou o falante desconectado)
pode danificar as válvulas ou o transformador de saída.

Conectar só uma caixa ou um falante num combo é mais fácil, pois a maioria dos heads
tem chaves seletoras de impedância, então é só casar a impedância do amplificador com a
da caixa ou falante. Mas o esquema fica um pouquinho mais complexo quando você tem
mais de uma caixa e precisa considerar outros fatores.

Sempre use um speaker cable, que é diferente de um cabo de guitarra comum.

Primeira regra: Não ligue o amplificador sem o falante ou caixa conectada.

Ignorar essa primeira regra pode danificar o seu amplificador, então preste bastante
atenção.
Existem alguns equipamentos que substituem o falante, como load boxes e dummy loads.
A não ser que você esteja usando um deles, lembre-se sempre de verificar se seu falante
ou sua caixa está ligada no amp.

Segunda regra: Certifique-se que a impedância do amplificador é a mesma da caixa ou
falante(s).

Um amplificador com a impedância errada pode ainda soar normalmente, mas pode estar
causando danos ao transformador, resistores e válvulas.
Em situações que você tem uma caixa com 16 ohms e saídas de 4 e 8 ohms, você pode
usar o amp setado em 8 ohms, com a caixa com 16 ohms, mas o amp nunca deve estar
setado com uma impedância maior que a da caixa.

Amplificadores podem ter duas saídas para caixas, com ligação em série ou paralelo.

Paralelo: Duas caixas de 8 ohms plugadas em um amp = carga de 4 ohms.

Em paralelo você divide a impedância total pelo número de caixas (ou falantes numa caixa).
Então se você tem duas caixas de 16 ohms conectadas ao amp, terá um total de 8 ohms.
Deu pra sacar?

Série: Uma caixa de 8 mais outra caixa de 8 ohms= 16 ohms.

Em série, você soma a impedância das caixas, ou seja, duas caixas com 4 ohms serão
vistas pelo amp com 8 ohms.

O resto é com você! Agora que você já sabe como ligar as caixas ao seu amplificador,
você pode deixar seu som com a sua cara. Usar um amp de 10W numa 4×12 pode ser incrível.
Ou usar seu monstro de 100W com uma caixa mais compacta caso não tenha muito
espaço também é adorável. As combinações são muitas. Encontre a sua!

FONTES:
http://www.prestonelectronics.com/audio/Impedance.htm
http://www.justinguitar.com/en/GG-011-SpeakerCabinets.php
http://www.georgesmusic.com/speaker-cabinets-the-world-of-ohms.html